15 de jun de 2012

Neusa Vicente pede a canalização do leito do Córrego Ribeirão Agudos com R$250mil vindos do deputado Ricardo Izar 
A vereadora Neusa Vicente (PPS), em seu discurso na última sessão, solicitou ao Prefeito Municipal de Agudos, para que estude a possibilidade de utilizar, devido aos inúmeros problemas no local, a verba recebida de R$ 250mil conforme a emenda número 28150006, do Deputado Federal Ricardo Izar (PSD), para a canalização do leito do Córrego Ribeirão Agudos na Vila Vienense.
Solicitou a Secretaria Municipal de Saúde e a Sabesp - Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo em Agudos, para que realizem um análise  da  água  potável distribuída em Agudos, a fim de detectar a existência ou não de alguma bactéria ou outro organismo que possa afetar a saúde da nossa população.

A capoeira com João Leandro
Trabalho voluntário em prol do futuro



João Leandro é instrutor e professor de capoeira. Fundador do Grupo de Capoeira Meninos de Agudos, há aproximadamente 17 anos, voluntário na cidade de Agudos. Trabalhou na cidade vizinha (Bauru/SP-Ong) como profissional, vem lutando em prol da capoeira e em busca de novos conhecimentos. Segundo João Leandro, “toda aula ou  dia sempre aprendemos, a idéia e estar aperfeiçoando cada vez mais com a intenção de manter viva e intacta os fundamentos da capoeira e seus ensinamentos, que por muitos hoje estão sendo esquecidas ou deixadas para traz, o que no caso é uma falta de consideração a Mestre Bimba e Mestre Pastinha”.
A capoeira por sua vez consegue resgatar em nosso meio  social, a paz desejada para todas as situações, ensina a conviver com as quedas de nossas vidas e aprender a levantar de uma forma clara.  A comparar com a vida que os negros levavam nas senzalas, uma luta árdua e humilhante, mesmo assim conseguiram “sobreviver”, a capoeira é considerada como uma prática cultural, trabalhando com os seus valores, espírito de equipe, ou seja, uma grande família.  A capoeira algo inexplicável, a partir do momento que o berimbau começa a sua jornada, nossos corações e mente entra em um mundo no qual conseguimos extravasar nossas emoções, sendo que o respeito para com o próximo em primeiro lugar, o mal que não deseja para você não cabe ao próximo, uma conquista pessoal e profissional.   
O brilho nos olhos da criança, imitando o jogo da vida, a ginga, os movimentos, os golpes, a expressão corporal e a musicalidade, transformando tudo em uma grande harmonia em busca de sucesso, e crescimento espiritual.  A capoeira consegue transformar tudo.
Exemplo: Visão para quem não enxerga, audição para aquele que não escuta, pernas para aquele que não anda e uma força de espírito anormal em nossos corações, resgata a vida trazendo a alegria em nosso cotidiano.
Ajuda em nossa saúde e impõe regras a serem seguidas para que consigamos suportar o nosso dia-a-dia que está muito difícil, explica o professor.
“O mundo está nos oferecendo caminhos estreitos, e não são todos que querem passar por obstáculos e dificuldades, procuram o caminho mais fácil e ruim, faço um trabalho social e sou voluntário aproximadamente uns 17 anos, como professor me sinto obrigado a contribuir para com a nossa sociedade, procuro formar cidadão de bom caráter, como meu ex-mestre falava Sr.  Antonio Batista Sobral (Mestre Terra/Bauru-SP/Academia de Capoeira Meninos da Bahia)”.
O golpe mais potente de um capoerista é o seu carater
“E trago isso comigo, para vencer na vida precisamos lutar, como a capoeira é uma luta disfarçada em dança, como Mestre Pastinha dizia: Capoeira é tudo que a boca come...
A capoeira imitando o jogo da vida, o seu professor dá dicas para que ele não vacile na roda ou durante o jogo, esses conselhos vêm em forma de dicas para o aluno e são fundamentais para um bom comportamento na roda, a idéia é o respeito as tradições, mantendo viva essa luta e essa riqueza cultural que os negros deixaram para o nosso Brasil”.
Alunos também vem se destacando pela região em campeonato de Hip Hop, eles são os B.Boys  Duh e Rhamon (Breakmonster),  sendo que a semana passada na cidade de Barra Bonita ganharam em Crew (equipe) e em Dupla.    
O Professor João Leandro, aproveita a oportunidade para  parabenizar seus alunos pelo sucesso.
Obs.: A capoeira condicionando também em todas as áreas esportiva.....AXÉ



Presidente Luciano Durães agradece ao                prefeito Everton pelo asfalto na Vila Professor Simões

O presidente da Câmara Municipal, Luciano Durães de Vasconcelos (PP), agradeceu essa semana ao prefeito municipal Everton Octaviani (PMDB), por atender seus pedidos de recapeamento da Rua Joaquim Rondina, Av. Faustino Ribeiro e Rangel Pestana entre outras naquela localidade. Essas vias estavam há tempos necessitando de recapeamento uma vez que estavam bastante danificadas pelo uso e falta de manutenção.
Outro agradecimento feito pelo presidente ao prefeito é quanto à abertura da passagem sob a linha férrea na Rua Joaquim Rondina, ligando o centro da cidade ao bairro Vila Professor Simões. Muito em breve os veículos poderão passar por cima dos trilhos da linha férrea melhorando em muito o fluxo de veículos que já é complicado em nossa cidade, explica Durães. Esse é um pedido antigo dos moradores e dos usuários daquela região, que brevemente verão essa reivindicação realizada.

Agora são 13
 Após muita confusão, ficou mantida a decisão da Câmara passada (2008) de 13 vagas para o Legislativo agudense

O projeto apresentado pelo vereador Cícero Pernambuco (PP) onde a próxima legislatura teria 9 vereadores foi rejeitado.
O vereador Nelson Ayub (PP) que na primeira votação teria sido a favor de 9 cadeiras, reviu sua posição após conversar com seu partido. Nelson Ayub é presidente do PP - Partido Progressista, e respeitou a vontade do partido, somados a outros motivos por ele apresentaodos. Outro vereador que mudou o voto foi Éderson Mainini - Kucão (PT), que também reviu seu voto a pedido de seu partido, votando nessa segunda sessão em 13 cadeiras. Kucão também alegou na primeira votação que votaria nas 9 vagas caso seu projeto de redução de salários dos vereadores fosse aprovado; como isso não ocorreu, Kucão votou pelas 13 cadeiras.
Alguns juristas afirmam que o projeto de redução de vagas para o legislativo é inconstitucional, baseado no artigo 16 da Constituição Brasileira que diz o seguinte: “A lei que altera o processo eleitoral entrará em vigor na data de sua publicação, não se aplicando à eleição que ocorra até um ano da data de sua vigência”. Ou seja, leis que alterem o processo eleitoral só valem um ano antes das eleições. A decisão de número de cadeiras do legislativo compete ao município, porém não podem ir contra a Constituição Brasileira que é soberana. No caso da mudança do número de vagas para o legislativo há poucos meses da eleição municipal seria inconstitucional, uma vez que o período de filiações já terminou e os partidos já se encontram montados.
Caso fossem aprovadas as 9 cadeiras, Agudos poderia ter uma Câmara inédita formada por vereadores de apenas 2 partidos políticos, o PMDB e o PP, deixando de fora todos os outros partidos que não teriam representação.
Outro ponto debatido sobre a questão foi a economia para o município mantendo-se 9 vereadores. Ponto esse também ilusório segundo alguns vereadores, uma vez que o repasse para as Câmaras em todo o Brasil é uma porcentagem da arrecadação do município, o duodécimo, que continua o mesmo, não muda, seja quanto for o número de vereadores.

Piratininga terá câmeras de monitoramento

A cidade de Piratininga terá, a partir de agosto, oito câmeras de monitoramento, que visam aumentar a segurança local. Seis câmeras serão instaladas nas entradas e saídas da cidade. Os outros dois equipamentos serão colocados na rua Dr. José Lisboa Jr., esquinas com a Rua Raul Gomes dos Santos e Rua dos Andradas, monitorando, especialmente, o centro da cidade, local de grande concentração pública.  Com isso, todos os veículos que circularem nesses locais serão vigiados.
Todos os pontos foram escolhidos a partir de uma reunião do prefeito municipal, Odail Falqueiro, com as polícias Civil e Militar, que identificaram os locais mais importantes para a colocação dos equipamentos.
Para as autoridades em segurança, as câmeras de monitoramento são consideradas uma das principais ferramentas para a diminuição dos crimes. “É muito importante instalar essas câmeras, que trarão mais segurança para a população de Piratininga. Esse é um projeto do início do mandato. Estou muito feliz em poder concretizar esse serviço em prol da minha cidade”, afirmou o prefeito Odail Falqueiro.
O monitoramento será feito 24 horas por dia, todos os dias da semana, independentemente de final de semana ou feriado.
De acordo com Odail Falqueiro, a compra e instalação das câmeras custarão cerca de R$ 120 mil aos cofres públicos, custeados totalmente pelo tesouro municipal. A Câmara Municipal de Vereadores já aprovou a implantação. “É de extrema importância para o município a instalação das câmeras de segurança. Com isso, vamos proporcionar mais segurança aos munícipes e ao comércio. Ao gravar as imagens, estamos inibindo o trabalho dos vândalos”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Vereadores, Manoel Jerônimo Ferreira do Espírito Santo. Após o processo de licitação, serão feitas as instalações. “A segurança de nossas famílias é a minha principal preocupação. Por isso investi na instalação dos equipamentos de imagem. Tenho certeza que esse sistema irá contribuir muito para o trabalho das polícias militar e civil”, disse Odail.
O centro de monitoramento das imagens ainda não está definido, porém, Odail afirma que a parceria com as polícias Civil e Militar será de extrema importância para o trabalho de segurança na cidade. “Com o excelente trabalho da polícia e o apoio da população, Piratininga se torna uma cidade cada vez mais segura para se viver”, finalizou o prefeito.

Concurso Inventor Rural abre inscrições
Atração da Agrifam premia criações em categorias Agricultor e Incentivo à Pesquisa

Estão abertas as inscrições para o Concurso Inventor Rural, que acontece anualmente durante a Agrifam, Feira da Agricultura e do Trabalho Rural. O objetivo do concurso é apresentar inventos que venham facilitar a atividade rural, através de criações produzidas de forma rústica, barata e, preferencialmente, com material reciclável ou renovável.
O concurso premia as melhores invenções nas categorias Agricultor e Incentivo à Pesquisa. A primeira é voltada aos trabalhadores rurais em regime de agricultura familiar ou assalariado rural, enquanto a segunda categoria é destinada aos alunos e professores de instituições de ensino superior, entidades de pesquisa, escolas técnicas e organizações não governamentais.
Os participantes terão os três dias de Agrifam para demonstrar suas invenções ao público estimado em 35 mil visitantes. O resultado dos ganhadores é conhecido no final da tarde do último dia da feira. Todos os participantes recebem certificado de participação. Na categoria Agricultor, os primeiros lugares receberão troféus e uma soma de R$ 4,5 mil reais – sendo R$ 2 mil para o primeiro, R$ 1,5 mil para o segundo, e R$ 1 mil para o terceiro colocado – descontada a alíquota de 20% do imposto de renda. Já na categoria de Incentivo à Pesquisa, os ganhadores irão receber menções honrosas.  
Quem desejar se inscrever basta verificar o regulamento disponível no site da Agrifam (www.agrifam.com.br). Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail inventorrural@agrifam.com.br ou pelo telefone (14) 2106-2800. As inscrições vão até o dia 20 de julho.
Agrifam – A 9ª edição será realizada de 3 a 5 de agosto, das 8h às 17h, sendo pela primeira vez na cidade de Lençóis Paulista, no centro de exposições “José Oliveira Prado” – Recinto da Facilpa, na Av. Lázaro Brígido Dutra, 300. Com entrada e estacionamentos gratuitos, a Feira mantem sua tradição em trazer o que há de melhor e mais inovador para a agricultura familiar.

Jornalista recebeu “Título de cidadão agudense”

A Câmara Municipal de Agudos em sessão solene, entregou nessa segunda, dia 04, às 8h30, o Título de “Cidadão Agudense” ao jornalista Rinaldo Andrucioli. O decreto Legislativo é de autoria dos vereadores Nelson Ayub, Otaviano Delazari e Glauco Batata e teve aprovação de todos os vereadores.
O jornalista Rinaldo Andrucioli, foi Assessor de Imprensa da Prefeitura de Agudos, e também da Câmara Municipal, além de escrever em diversos órgãos de imprensa, é autor do Livro “Frei Gregório uma vida por Cristo”, sendo natural de Lençóis Paulista (SP).


Glauco Luis Costa Ton (PMDB)

O vereador Glauco Luis Costa Ton (PMDB), na última sessão, em seu discurso, parabenizou a iniciativa do Sr. Cadu, proprietário da Loja Fala Falante, pelo Projeto Aviva sertão, um projeto criado para ajudar as famílias do sertão da Bahia, visto que a seca tem assolado como nunca, e já a 6 meses sem chuva e com previsão só para outubro, as plantações foram perdidas e os animais estão morrendo de sede, e as pessoas  não tem de onde tirar seu sustento, uma situação muito triste e dolorosa.
O vereador parabenizou a iniciativa e pediu para que todos ajudassem, pois eles precisam de doações de alguns alimentos, visto que a empresa Rodogarcia concedeu todo frete gratuito do que conseguirem arrecadar, e enviar para Vitória da Conquista e será distribuído pelo Complexo Social Peniel. Segue a lista que precisam: arroz, feijão, macarrão, farinha de mandioca, fubá, água mineral, açúcar e leite em pó.  Eles contam com a colaboração de todos, a arrecadação será feita na Fala Falante ou se precisar ligue que irão buscar (14) 3262-4420.


Caçula Futebol Clube campeão invicto da Copa DME
A equipe do Caçula Futebol Clube sagrou-se campeã invicta da Copa DME Botafogo da Barra de futebol Máster 2012, vencendo a equipe de Barra Bonito pelo placar de 4x1 na grande final.
A competição foi realizada na cidade de Barra Bonita e contou com a participação de equipes de várias cidades da região na categoria Máster com jogadores acima de 40(quarenta) anos.
A equipe do Caçula Futebol Clube representou dignamente a nossa cidade de Agudos conquistando o título de campeã da competição, de forma invicta.
Geraldo Faria, diretor e técnico da equipe do Caçula Futebol Clube parabeniza todos os jogadores da equipe pela conquista do título, pela disciplina e garra e todos os atletas e agradece a Vereadora Neusa Vicente pelo incentivo e apoio.

1 de jun de 2012


Leishmaniose: aprovado PL que obriga a realização de exame de contraprova em animais suspeitos da doença


Foi aprovado na Assembléia Legislativa, na última quarta-feira, 23/6, o Projeto de Lei 510/10, de autoria do deputado estadual Feliciano Filho (PV), que normatiza o controle da eutanásia de cães portadores de Leishmaniose Visceral Canina. Segundo a propositura aprovada, para que seja feita a eutanásia em cães portadores de Leishmaniose no Estado de São Paulo será obrigatória a realização de, pelo menos, dois exames para confirmar a presença do parasita que transmite a doença no animal: um sorológico e outro parasitológico ou sorológico com antígeno recombinante. "Os exames realizados pelas prefeituras com o kit enviado pelos governos tem chegado a um índice alarmante de 48% de falso positivo. Por isso, a importância do exame de contraprova", explica o parlamentar.
O primeiro exame a ser realizado nos cães deverá ser o sorológico de antígenos totais. Os animais cujo resultado deste exame resultar positivo serão considerados suspeitos da doença, que somente será confirmada mediante a realização de um segundo exame comprobatório.
Tipos de exames
Os tipos de exames aceitos para a confirmação de Leishmaniose nos cães são, de acordo com o projeto: 1 - parasitológicos (exames cujos métodos de pesquisa identificam a presença direta do parasita ou de algum de seus componentes); 2 - sorológicos de antígenos totais (exames cujos métodos identificam a presença de anticorpos contra o parasita, tais como Rifi (Reação de Imunofluorescência Indireta) e Elisa (Ensaio Imunoenzimático); 3 - sorológicos de antígenos recombinantes (exames cujos métodos detectam anticorpos contra proteínas específicas do parasita e utilizam como antígeno proteínas recombinantes). Estes últimos minimizam a ocorrência de reações cruzadas com outras enfermidades e com a forma cutânea da leishmaniose, quando comparado com a sorologia de antígenos totais.
Os exames realizados com o intuito de investigação ou inquérito epidemiológico, feitos pelos órgãos de zoonoses, canis públicos, unidades de saúde e estabelecimentos oficiais do Estado, só poderão ser usados como levantamento epidemiológico e não como diagnóstico ou critério para eutanásia de animais.
Segundo a proposta aprovada pela Assembleia Legislativa, os animais que obtiverem resultado positivo nos exames sorológicos de antígenos totais serão considerados suspeitos e poderão realizar outros exames para a confirmação de seu estado de portador de Leishmaniose. Os exames comprobatórios deverão ser realizados de forma gratuita pelos órgãos competentes ou mesmo em laboratórios particulares, devidamente credenciados na rede oficial do Ministério da Saúde. "A obrigatoriedade da contraprova tem o fito de diminuir a angústia e o sofrimento da população que, em muitos casos, tem o seu animal, considerado membro da família, morto indevidamente", comenta Feliciano.
A Constituição brasileira garante o direito a contraprova de exames realizados pela rede pública de saúde, desde que o dono do animal faça a solicitação por escrito ao poder público.
Casos de eutanásia
Os animais somente poderão ser eutanasiados caso apresentem o seguinte quadro, cumulativamente: 1 - o exame parasitológico escolhido apresentar resultado positivo; 2 - o exame confirmatório, se realizado, apresentar resultado positivo; 3- não existir possibilidade de tratamento da doença; 4 - o proprietário assinar um termo de consentimento livre e esclarecido, formulado pelo Centro de Controle de Zoonoses, o qual deve conter todas as informações prestadas ao proprietário, inclusive da possibilidade de requerer a contraprova dos exames positivos do poder público ou realizá-la a seu custo, e de optar pelo tratamento sob acompanhamento de médico veterinário.
Havendo a possibilidade de tratamento, o proprietário obrigatoriamente deverá realizá-lo, a seu custo, com médico veterinário que ficará obrigado a emitir laudo de acompanhamento semestral ao Centro de Controle de Zoonoses. "Já passou da hora dos governos tratarem essas questões relacionadas à saúde com responsabilidade, trabalhando nas causas do problema e não ficar lidando com seus efeitos", conclui Feliciano Filho.
Da assessoria do deputado Feliciano Filho


Neusa consegue ambulância UTI para Agudos

A vereadora Neusa Vicente (PPS) havia feito uma solicitação ao Deputado Estadual Luiz Carlos Gondim (PPS) para que o mesmo viabilizasse através do governo estadual uma ambulância UTI para a cidade de Agudos.Essa semana a vereadora recebeu a notícia através do deputado que a emenda solicitando a mesma havia sido aprovada.A cidade de Agudos irá receber a ambulância que será de grande importância para o município.A vereadora lembra que já houve várias oportunidades em que a cidade de Borebi teve que emprestar a ambulância para atendimentos aqui em Agudos.Ainda foram entregues ao deputado Gondim ofícios com pedidos para reformas e ampliações nas escolas estaduais Farid Fayad, Nilza Santarem Paschoal e Manoel Gonçalves, pedidos esses que receberam a promessa de emprenho do deputado.Luiz Carlos Gondim Teixeira nasceu em 29 de novembro de 1947 em Fortaleza (CE).Formou-se médico pela Universidade de Mogi das Cruzes em 1974. Fez pós-graduação na Universidade de Buenos Aires, na Argentina, tendo sido, ainda, professor voluntário do Hospital das Clínicas em São Paulo, no ano de 1982.Como médico, realiza há 30 anos campanhas educativas de planejamento familiar, prevenção à Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis e às drogas, através de palestras em escolas estaduais, municipais, particulares, indústrias, igrejas e associações de bairro.  Foi o criador da Semana do Adolescente, um ciclo de palestras voltado à orientação do público jovem mobilizando profissionais das mais diversas áreas de saúde abordando temas variados, que fazem parte do cotidiano dos jovens.Optou pelo ingresso na vida política para ampliar seu atendimento à população, notadamente aos mais carentes, elegendo-se vereador de Mogi das Cruzes, em 1988, tendo sido reeleito para o cargo em 1992 e 1996.Elegeu-se deputado estadual em 1998 pelo Partido Verde, com 13.327 votos. Em 2002, foi reeleito pelo mesmo partido, com mais de 57 mil votos. Na eleição de 2006, recebeu cerca de 71 mil votos. Em 2010, se reelegeu para o quarto mandato consecutivo com 104.663 votos provenientes de 439 municípios do Estado.É o autor e coordenador de diversas Frentes Parlamentares, entre elas, as que atuam na busca de auxílio e recursos para as Santas Casas, bem como as que defendem as Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes).




O problema dos animais de rua se agrava cada vez mais na cidade



Voluntários não dão conta da demanda de animais abandonados pelas ruas da cidade

É comum vermos animais vagando pelas  ruas da cidade. O que muita gente não sabe é que animais em situação de risco devem ser protegidos. O decreto de lei nº 24.645 de 10 de julho de 1934 afirma que todos os animais existentes no país são tutelados do estado. De acordo com a legislação, aquele que, em lugar público ou privado, aplicar ou fizer aplicar maus tratos aos animais, incorrerá em multa e pena de reclusão de 2 a 15 dias, quer o delinquente seja ou não o respectivo proprietário do animal.A falta de políticas públicas na cidade de Agudos para esse problema só tem agravado o problema. Diariamente há reclamações de que pessoas abandonam animais em terrenos baldios, ou de que animais ficam vagando pelas ruas da cidade sem rumo.Não está havendo responsabilidade para o trato de animais domésticos ou domesticados que ficam  em situação de risco agravando seriamente o problema.Abandono e maus-tratos pode levar à prisão
O que a prefeitura municipal de Agudos tem feito quanto a esse problema? Até o momento não temos nenhuma informação com relação a isso, fato este que muito entristece grande parte da população.
Essa falta de iniciativa trata-se de uma responsabilidade pública e não privada como muitos podem pensar.
Vale lembrar que toda pessoa que testemunhar um atentado contra animais deve comparecer à delegacia mais próxima e lavrar um termo circunstanciado, uma espécie de boletim de ocorrência (BO), citando o artigo 32 da Lei Federal de Crimes Ambientais 9.605/98. 
A recusa em registrar atos de abuso e maus-tratos contra animais domésticos ou domesticados, silvestres, nativos ou exóticos pode ser caracterizado crime de prevaricação citado no artigo 319 do código penal brasileiro: receber notícia de crime e recusar-se a cumpri-la.
Os animais que vivem espalhados pelas ruas podem provocar diversos problemas não só para pedestres mas para os motociclistas também que podem sofrer acidentes, assim como condutores que, porventura, precisam se desviar dos animais. Nesse caso, estão sujeitos a bater o próprio veículo, na tentativa de evitar atropelar o animal. 
Além dos riscos de acidentes, há o perigo de zoonoses que podem ser transmitidas através dos animais, para o ser humano. 
Os gatos, por exemplo, podem transmitir toxoplasmose, sarna ou pulga. “Ou seja, se uma pulga picar os animais e, em seguida, picar o homem, pode veicular a peste negra. Então, se houver uma infestação de pulgas pelos animais de rua, poderá transformar-se num problema incontrolável. 
Portanto, a situação está completamente descontrolada. E as pessoas que fazem algo em prol dos animais de rua voluntariamente estão cansadas, por terem que trabalhar sozinhas, e frustradas, por acharem que, com tantos pedidos nas redes sociais, pedidos feitos pela população via   vereadores, o canil municipal possa ser construído. Mas, ficou comprovado que, mais uma vez, o poder público da cidade não está preocupado em solucionar este problema. 
De acordo com as leis de preservação animal as multas por abandono podem chegar a até um salário mínimo além de penalidades como doações de cestas básicas e ração para as entidades . A definição da penalidade cabe à promotoria do município. Os atos de abuso e maus-tratos com animais configuram crime ambiental e, portanto, devem ser comunicados à polícia, que registrará ocorrência, instaurando inquérito



Neusa Vicente conquista equipamentos para Defesa Civil de Agudos



A vereadora Neusa Vicente, em recente viagem á cidade de São Paulo, esteve  no Palácio dos Bandeirantes, protocolando ofício na Casa Civil, solicitando ao Governador Geraldo Alckmin, doação de caminhão com equipamentos do Corpo de Bombeiros a ser destinado à Defesa Civil do município de Agudos.
“Sabemos das inúmeras implicações e do alto custo para se implantar uma guarnição do Corpo de Bombeiros da Policia Militar em Agudos, e como medida preventiva estamos  instituindo em nosso município a equipe de Defesa Civil, que estão sendo qualificados pelo Corpo de Bombeiros da Policia Militar do Estado de São Paulo, para executar um trabalho suplementar ao Corpo de Bombeiros, a fim de dar um atendimento especializado a nossa população em casos de acidentes e catástrofes, e principalmente desafogando o trabalho das guarnições de outras cidades que nos atendem atualmente. 
E com a doação do caminhão com os equipamentos necessários ao trabalho dos bombeiros iremos possuir dentro de nosso município uma equipe à disposição de nossa população”, concluiu Neusa Vicente.


Denúncia sem fundamento
“Não existe o mínimo
fundamento para a propositura de ação civil pública...”
Despacho do promotor de justiça referente à denúncia de vereador contra a então presidente Neusa Vicente
Durante a última sessão da Câmara Municipal de Agudos, a vereadora Neusa Vicente, apresentou a certidão de arquivamento de denúncia contra a construção da nova sede do legislativo. A denúncia foi apresentada pelo vereador Auro Octaviani (PMDB) que alegava superfaturamento nos projetos de engenharia da construção.
O promotor de justiça, Jerônymo Crepaldi Junior, após receber cópia dos projetos e seus valores constatou que estava tudo em conformidade com os valores de mercado e exigências legais e não acatou a denúncia.
Em trecho do seu despacho que determina o arquivamento das denúncias o promotor diz: “...não existe um mínimo de fundamento para a propositura de ação civil pública,...” .
Em resumo, segundo a promotoria, nenhuma das denúncias do vereador tem fundamento. Para a vereadora Neusa Vicente, as denúncias infundadas deixaram nítidas as intenções do vereador em denigrir a sua imagem com calúnias, bem como atrasar a construção da nova câmara municipal.  “A verdade foi mostrada, ficou comprovada a minha honestidade quanto a má fé do vereador” relata a vereadora Neusa Vicente.

31 de mai de 2012

O PERIGO DA ESQUERDA

       Hoje que a esquerda é apenas pálida lembrança de tempos sinistros e fracassados, ainda assim, muitos saudosistas insistem em cortejá-la. Apesar dos insucessos e dos melancólicos exemplos, o continente sul-americano, sempre na contramão da história, continua extasiando-se com o draconiano esquerdismo diametralmente oposto à democracia. Hugo Chávez, Evo Morales, Cristina Kirchner, Rafael Correa, Fernando Lugo et cetera, nem mesmo tentam disfarçar o êxtase pelo poder e a tendência à tradição autoritária, estatizante e antiliberal. Aqui no Brasil, tivemos um bocado de sorte porque Lula, que sempre foi íntimo de Chávez, Evo Morales e Fidel Castro, não foi por esse caminho -- embora tenha tentado algumas medidas autocráticas, como amordaçar a imprensa, por exemplo, e expulsar jornalistas. Felizmente, não foi possível, ou melhor, a sociedade impediu ou dificultou essa pretensão. Mas, o perigo permanece.
       Ainda está recente na memória dos brasileiros o Caso Battisti. Nesta oportunidade, quero confrontá-lo com o Caso Rauff, no Chile. O leitor poderá tirar suas conclusões a respeito da ideologia de Lula e Salvador Allende, aquele mesmo que foi deposto pelas forças chilenas.       Se há ainda alguns que pensem uma história injusta com Salvador Allende é porque desconhecem a verdade dos fatos. Ele cometeu muitos excessos e manchou sua biografia. Se aqui Lula continua insistindo sobre a “farsa” do mensalão, sobre a “herança maldita”, lá, Salvador Allende também escorregou muitas vezes, tentando impor uma política nazista e racista. Mas, vamos aos casos Rauff e Battisti.       Tanto Lula quanto Allende protegeram dois assassinos. Walther Rauff, um dos maiores criminosos nazista, foi responsável pelo assassinato de 100 mil judeus e criador, por encargo de Eichmann, do sistema de caminhões de gás, que exterminou meio milhão de seres humanos. Cesare Battisti é aquele terrorista italiano, foragido da Justiça, integrante do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), que matou quatro pessoas: um joalheiro, um policial, um carcereiro e um militar.       Chilenos e brasileiros esperavam pela expulsão desses facínoras de seus territórios, entretanto, isso não aconteceu nem com Rauff nem com Battisti. A revelação, no Chile, de que Allende negou-se a fazer uso de sua atribuição presidencial para expulsar do país todo estrangeiro cuja presença afetasse os interesses da nação e entregá-lo à Justiça, foi motivo de consternação, surpresa e amargura. Enquanto personagens políticos conservadores, como Margareth Tatcher, exigiam, nos anos 80, a entrega de criminosos de guerra, Allende, socialista e revolucionário, surgia como encobridor de um dos maiores criminosos conhecidos pela humanidade. No Brasil, a atitude de Lula, no intuito de dar um rosto humano a um governo indulgente com a corrupção, concedeu refúgio ao terrorista, como o derradeiro ato de seu mandato.  O Supremo Tribunal Federal (STF)  aprovara o parecer de Gilmar Mendes favorável à extradição, mas concedeu a recomendação final a Lula que, aproveitando-se da brecha, ratificou sua empáfia e megalomania, e contrariou o pensamento dos magistrados e a expectativa da nação, permitindo a permanência do assassino foragido entre nós. Obviamente, muitos países europeus, assim como no Caso Rauff, decepcionaram-se com o gesto lulista que passou por cima da sentença de prisão perpétua imposto pela Itália ao criminoso.

       A história registra vários casos em que, por atribuição presidencial, se expulsa uma “persona non grata”, como o que ocorreu, por exemplo, com Néstor Kirchner ao entregar o criminoso Paul Schäfer ao Chile. Aqui, as coisas não funcionam assim: Tarso Genro fez um carnaval em torno do Caso Battisti, atribuindo grande parte do bulício e do blá-blá-blá à imprensa.  Felizmente, porém, os petistas, embora tenham tentado, ainda não conseguiram tapar a boca da mídia, a salvaguarda da democracia. Em todos os países onde ela é amordaçada, a democracia periclita e o estado de direito é ameaçado. Gosto muito daquela frase do polonês Stanislaw Lec: “Imparcialidade não é neutralidade. É parcialidade por justiça.”       Bonita a declaração de Fernando Henrique Cardoso em seu livro A soma e o resto: “Se me perguntarem como gostaria de ser lembrado, diria que sempre fui democrata. Em todas as circunstâncias de minha vida fui democrata. Exerci o poder democraticamente, portanto, aceitando o outro, negociando, buscando convencer, não impor, tentando que as transformações se fizessem com base em pontos de convergência.”       O que conta para o político é o julgamento da história. E o julgamento da história muda. Quem hoje é tido como milagreiro, amanhã poderá ser julgado pelo que está contido em suas entranhas. A história é repensada o tempo todo. Como dizia uma escritora inglesa do século XVIII, “é de justiça, e não de caridade, que o mundo precisa”.

Dra. Maria da Glória De Rosa
   mg-de-rosa@hotmail.com

Visita íntima na Fundação Casa



Tem horas que a gente lê as notícias e simplesmente não acredita; é tanta barbaridade, tanta imundície, que a gente acaba anestesiado. Como diz Arnaldo Jabor, o lulismo desmoralizou o escândalo, com seus “eu-não-sei-de-nada” e “qui-qui-tem-ué”. Mas a indignação - ainda - não morreu, embora desenganada. E, desenganada, foi para a UTI com a lei federal 12.594/12. É de arrepiar. Seu artigo 68 garante ao adolescente em união estável direito à visita íntima. Mas é o fim do mundo.
Desde abril a Fundação Casa foi obrigada a acatar essa lei inacreditável, tornando-se a mais nova instituição do país a permitir sexo entre menores a partir dos 12 anos. Não, não é brincadeira. Em tempos de luta incessante contra a pedofilia, a gravidez de adolescentes e a erradicação de doenças venéreas, em busca do sexo responsável e da melhor formação de crianças, o governo permitirá aos adolescentes apreendidos entre 12 a 18 anos o “benefício” de visitas íntimas.
Vamos esquecer, só por um momento, que aqueles menores não estão lá a passeio ou férias; vamos esquecer que permanecem lá, trancados, para serem punidos e reeducados (risos) pelos crimes cometidos. Façamos de conta que o Estado esteja realmente preocupado com eles, com seu bem-estar. Mesmo acreditando nisso... É possível, é aceitável que o Estado promova sexo com menores abrigados? Mas o que que é isso? Se entre pessoas cumpridoras da lei isso é estupro... com internados da Casa é “direito”? O mundo acabou?
Há apenas umas semanas, o Brasil todo (todo não; a lulada achou quase normal) se revoltou com um diplomata iraniano, um bandido nojento, que abusou de crianças de 9 a 14 anos em Brasília... e agora vem essa lei, obrigando a criação de “motéis estatais” para adolescentes praticarem sexo com apoio e segurança, tudo cacifado com dinheiro de impostos?
Se um cidadão, maior ou menor de idade, for pego com um(a) adolescente de 12, 13 ou 14 anos em situação suspeita (que dirá em pleno ato), consentida ou não, será imediatamente rodeado pelos Datenas e Ratinhos, aos gritos de “tarado”; será preso e esconjurado. Cara do vagabundo na TV, algemas, ONGs brandindo placas e pedindo Justiça! Se for gringo (menos iraniano, aí pode) lincham o safado... e um abrigado na Fundação Casa pode, na maior tranquilidade? Mas que raio de lei é essa?
É necessário reconhecer que aqueles adolescentes cometeram crimes, prejudicaram a sociedade, e precisam não só compreender a extensão de seus erros, mas também pagar por eles. Cada vez menos se aplica na reeducação e mais no cala-boca que os deixe quietinhos para que o tempo passe logo e não se rebelem. No fundo, o governo cede à chantagem dos “reeducandos” para comprar sossego com essa besteira pseudo-humanista. Serra já fez isso quando governador: Tratava os fumantes como bandidos e os bandidos como nobres fumantes com todos os direitos, permitindo fumo irrestrito nos presídios paulistas. Bela inversão de valores e direitos.
E agora essa. É óbvio que as associações de defesa dos internos vão “garantir” que tudo será feito como o maior critério... porém, é assustador que essa insanidade seja aplicada e a necessária punição, esquecida. Mães e pais responsáveis lutam diariamente, anos a fio, para educar os filhos nesse mundo doido, onde as drogas e o crime estão atrás de cada sombra... e o Estado deseduca crianças com essa concessão absurda, essa casa da mãe Joana para menores.
Porque a lei federal não se preocupa mais com a reinserção desses garotos na sociedade, para que não voltem ao crime? Ah, isso é caro e dá trabalho. Mais fácil permitir sexo a eles. Ficam quietinhos e o tempo passa mais rápido. Ofereçam um cigarrinho também, pra depois.                              
                                                                                                                     Fernando Lopes
                                                            Advogado , Professor Universitário.

Descuido ou marketing gratuito?
Esta semana muita gente acompanhou a polêmica das fotos nuas da nossa queridinha atriz global. Descuido da parte da moça ou simplesmente um golpe de marketing?
Tirar, ou deixar que tirem, fotos intimas em situações nada convencionais está ficando cada vez mais comum em nossa sociedade.É muito comum ver pessoas que sofreram constrangimentos por terem fotos em situações delicadas e suas partes expostas para que todos pudessem ver e analisar. Famosos ou não, uma foto exposta é uma bala disparada, não retorna ao remetente e os estragos podem ser fatais.
 As pessoas tem prazer no voyeurismo, na arte de serem vistos e observados. Os brasileiros são campeões na arte de ‘espiar’.O ser humano ter um grande interesse em saber o que acontece e sente prazer em olhar e observar. Não é a toa que somos o povo que passa mais tempo em frente a uma televisão. Sim, isso é voyeur, meu amigo. Sentar, relaxar e assistir. Seja um bom filme, uma novela ou aqueles programas que imitam a realidade cotidiana de pessoas pressas em casas. Mas a verdade é que é da natureza humana se expor. Queremos ser vistos, e lembrados, claro. Se a pobre moça, atriz e mãe, só tirou as fotos ou deixou ser clicada para satisfazer um desejo do seu esposo em seus momentos de romance, ok. Mas daí ter a intenção de processar deus e o google porque seu descuido e despreparo em resolver situações delicadas a expôs para todo o globo, já não tem cabimento.
Quem não se lembra que há alguns meses atrás a atriz que interpreta a viúva negra no filme dos super heróis, alegando ter tido seu celular hackeado e suas fotos expostas também no meio virtual? O que mais se estranhou foi que as fotos foram reveladas apenas uma semana depois da briga entre a atriz e a produtora do filme onde ela perdeu uma briga por um destaque maior em seu papel, pois sua personagem não iria aparecer muito, o que seria ruim para a publicidade da moça. 
A nossa versão brasileira acabou de fazer uma novela, está gravando um filme, anda meio fora das luzes das câmeras. Quem sabe. Se for jogada de marketing só me resta dar meus pêsames, pois se tivesse aceitado o convite para a revista masculina todos teriam visto o que vimos em suas fotos, mas pelo menos em uma versão com tratamento digital e ainda ela ganharia seu cachê.
 Já se foi um descuido da pobre senhora desamparada pelo desconhecimento da tecnologia atual, a dica é que ela faça urgentemente um curso de informática e que seu advogado se atualize sobre como funcionam as ferramentas de busca na internet, pois querer processar um site de buscas pelos resultados encontrados é o mesmo que processar a fábrica de papel pelo jornal ruim que foi 
                                                                                                                                     Gleice Bernardini
                                                                                                                                                  Jornalista
 MTB 60.984/SP

Fenômenos

Sapeando os canais de TV dou de cara com uma imitação da vida na arte. Comum e típico.
Sempre encontramos reflexos da vida transmitidos pelas entrelinhas dos personagens.
Três jovens caem na internet e se transformam em sensação do momento. Familiar, não?
Muitíssimo! Basta um clique, um comentário, um curtir e um retweet pra cair nas graças do povo. Desde musica sem o menor sentido a fotos de atrizes e desconhecidas nuas rodando de micro a micro.
Engraçado que até a Luiza que estava no Canadá se tornou famosa, sem se quer ter feito algo pra gerar essa fama.
Para nossa alegria, os irmãos Jéssica e Jefferson decidiram dar uma sacaneada na música de louvor preferida da mãe. 
Engolimos tantas bobagens nos últimos tempos, transformamos perfeitas idiotices em fenômenos de audiência.  Quanta importância a coisas tão sem nexo.
No tchu tcha tcha, eu me pego pensando: Quanto talento sendo substituído por boçalidade e bundas de fora?  Minha avó ta maluca, tanta coisa pra comprar e ela comprou uma peruca! Louca estou eu de não sair quebrando os rádios que colocam essas músicas pra tocar e as cabeças que ouvem e ainda cantam juntos.
Onde está à cultura, a educação, a qualidade?
 Estamos nos tornando seres amentais e voltando a época da pedra e não estamos nos dando conta do quanto isso é prejudicial.
Alguém outro dia me disse: Mas o povo gosta. E quem é o povo, amigão?
Somos nós, seres débeis que nos tornamos fãs da ridicularidade.
Se a importância com a qual tratamos esses vídeos e posts, fosse dada a reclamar e reivindicar nossos direitos, hoje, com certeza teríamos uma gama de governantes com mais potencial e qualidade.
A culpa da lama que estamos é toda nossa, que preferimos quebrar ônibus de jogador de futebol ao invés de quebrar assembléia de deputados, câmaras de vereadores.
Vamos pensar em rever nossos conceitos e antes de curtir uma babaquice nova, apoiar uma ação de nossos direitos. Pois se continuar no nível que está, só resta te dizer QUE DÓ, QUE DÓ, QUE DÓ.
Ah! Antes de ir, Não fecha a porta, tanquilo?

                                                                                                                               Danielle Cano

TIMIDEZ

Cecília Meirelles

Basta-me um pequeno gesto,
feito de longe e de leve,
para que venhas comigo
 e eu para sempre te leve...

 — mas só esse eu não farei.

Uma palavra caída
das montanhas dos instantes
desmancha todos os mares
 e une as terras mais distantes...

— palavra que não direi.

Para que tu me adivinhes,
 entre os ventos taciturnos,
 apago meus pensamentos,
 ponho vestidos noturnos,

 — que amargamente inventei.

E, enquanto não me descobres,
os mundos vão navegando
 nos ares certos do tempo,

.
até não se sabe quando...

 — e um dia me acabarei.



A timidez se refere à manutenção de relações sociais insuficientes do indivíduo em relação aos seus pares, gerando evitação do contato social. Pode ser considerada como uma condição humana universal, por estar presente em todas as épocas, lugares, situações e ser compatível com uma vida normal. No entanto, dependendo da intensidade e frequência com que se manifesta, a timidez provoca desconforto e sofrimento, sinalizando que algo não está bem internamente. Neste caso, torna-se necessário procurar ajuda psicológica.
Sentimentos negativos podem ser despertados quando a pessoa tímida vivencia, ou teme vivenciar, situações que a ameaçam e depreciam seu autoconceito, sua autoestima, fazendo que se sinta inferior e incapaz. Nestas situações, é comum que se destaquem os sentimentos de angústia e ansiedade. Estes sentimentos podem desencadear condutas de apatia, passividade, insegurança, indiferença, inibição e submissão diante de relações sociais.
            Para prevenir esta sensação de ameaça, as pessoas tímidas, em suas relações, costumam apresentar comportamentos que atenuem sua exposição, como gesticular, fazer rodeios antes de entrar no tema da conversa, falar pouco, baixo, ou mesmo não se manifestar quando está em grupos e assim por diante.
Por outro lado, a pessoa tímida pode evitar estabelecer relações sociais, devido à sua dificuldade para lidar com tais situações. Consequentemente, ela se torna solitária, mantendo contato apenas com pequenos grupos inofensivos, como familiares e poucos amigos.
Assim, é importante estar atento à qualidade das relações sociais de uma pessoa tímida e, caso esta esteja prejudicada e causando sofrimento, procurar ajuda profissional.
                                                                                                                      Marina Delazari

30 de mai de 2012

 DICAS MOTIVACIONAIS

O mundo está cheio de oportunidades para aqueles que realmente são comprometidos com o que fazem. Por isso, verifique se você se encaixa nesse perfil ou se vive arrumando desculpas para tirar a responsabilidade de seus ombros e assim viver no comodismo.
É impressionante como algumas pessoas, apesar da capacidade, inteligência e potencialidade que possuem, preferem se sentir impotentes, desprotegidas e frágeis. Tipos assim passam muito tempo do dia se justificando, buscando desculpas para não enfrentarem os desafios. Utilizam-se de expressões como; “Eu não posso”, “Não consigo”, “Não dá certo”, “Isso é muito difícil”, “Sou incapaz”.

Faça um teste, retire, definitivamente, de seu vocabulário, frases assim. Não diga expressões derrotistas nem as use como desculpas. Experimente ficar uma semana, um mês sem falá-las e, depois, avalie os resultados. Perceberá que o simples ato de não arrumar desculpas gerará o sentimento de confiança em si mesmo, você se sentirá mais forte e mais capaz para lidar com situações negativas.
Além disso, mude sua forma de pensar. Acredite em você, no seu potencial. Não diga frases negativistas, como “Não vou conseguir “Sou incapaz”. Diga frases que lhe tragam esperanças, como ”Muitos em situações piores conseguiram, eu também vou conseguir.” Ou ainda “Eu posso, eu realizarei”
Muitos são os inimigos que nos cercam na tentativa de impedir que alcancemos a vitória.  Se ficarmos nos vitimizando, buscando justificativas para tudo, criaremos mais um inimigo: nós mesmos. E esse é o único que não conseguiremos derrotar. Você pode muito mais do que imagina! Basta acreditar. Mude a visão que tem de você mesmo! 

                                                                               “A sorte respeita os valentes e oprime os covardes"
                                                                                                       LIVRO VENÇA! VOCÊ PODE!     
                                                                                                               KLEBER CAVINATO